Gravidez Semana a Semana – 1o Trimestre

1a Semana

Convenciona-se que a contagem da idade gestacional começa mesmo antes de ter acontecido a concepção (fecundação). Dessa forma, a semana 1 começa com o primeiro dia da última menstruação – mesmo você ainda não estando grávida. A partir da concepção, no final da segunda semana, por esta contagem,  o bebê inicia e passará por uma série de transformações.

2a Semana

Já estamos chegando perto do momento da concepção do bebê, mas até agora ele não existe, portanto continuamos falando apenas da mamãe e do papai.

3a Semana

No início desta semana acontece a concepção. Os espermatozoides encontram-se com o óvulo na trompa e o milagre da vida começa. É um processo que leva cerca de 24 horas. Um espermatozoide pode sobreviver mais de 48 horas no canal genital feminino. Dessa forma ele tem tempo suficiente para transitar pelos órgãos genitais internos da mulher, movendo-se através do canal vaginal, cérvix, útero e trompas de Falópio.

4a Semana

No final desta semana as células de zigoto se multiplicam enquanto ele caminha pela trompa, dando origem a uma minúscula estrutura – cerca de 0,2 mm de diâmetos, 5 vezes menos do que a cabeça de um alfinete – que consiste de várias células agregadas em torno de uma pequena cavidade cística denominada blastocisto.

5a Semana

O embrião em desenvolvimento já tem 3 membranas celulares: uma superior (ectoderma), uma inferior (endoderma) e uma membrana média (mesoderma). Cada uma destas membranas irá formar órgãos distintos.

6a Semana

Os primeiros batimentos cardíacos do embrião já começaram. Ele mede cerca de 2,5 mm de comprimento no início dessa semana e tem a forma de um “S”. O embrião já apresenta o esboço da cabeça, coração e tubo neural. O crescimento é muito rápido nesta fase.

7a Semana

O bebê mede cerca de 6 mm de comprimento no início desta semana (é o tamanho de um grão de arroz). A formação dos braços e pernas continua, embora os dedos ainda não tenham se formado. As regiões das coxas, pernas e pés podem ser distinguidas nos brotos dos membros inferiores.

8a Semana

O embrião mede de 12 a 13 mm de comprimento no início desta semana. A cabeça do bebê ainda é desproporcional ao resto do corpo e seu rosto continua sendo formado: nessa fase ele já tem língua e narinas e a mandíbula está sendo fundida para dar origem a boca.

9a Semana

No início desta semana o bebê mede cerca de 19 mm. As primeiras ondas cerebrais são detectadas. A estrutura básica dos olhos já está bem adiantada, porém ainda situados de cada lado da cabeça do embrião. As aberturas nasais e a ponta do nariz estão completamente formadas. Os intestinos começam a sair do cordão umbilical e penetram no interior do abdome, enquanto o corpo cresce. Os dedos das mãos, incluindo o polegar, já apareceram, mas ainda são curtos e acolados. Os ossos e cartilagens continuam a se desenvolver. No final desta semana, o embrião mede cerca de 25 mm e pesa cerca de 1,0 g. O coração está completamente formado; o diafragma separa o tórax do abdome. Algumas glândulas já começam a funcionar (hipófise, adrenais). A placenta substitui o corpo lúteo na produção de progesterona. Ao ultrassom pode se identificar os primeiros movimentos embrionários.

10a Semana

Nesta semana, embora seu bebê ainda pareça um peixinho de aproximadamente 28 a 35 mm de comprimento e 4 a 5 gramas de peso (peso de dois clipes de papel), seus órgãos genitais, as articulações principais dos ombros, dos cotovelos, da bacia e dos joelhos já são visíveis e os órgãos internos já estão em seus devidos lugares. Além disso, a coluna vertebral ganha suaves movimentos e a língua, a laringe e a tiróide começam a se formar.

O fígado causa uma proeminência ventral no abdome. Em embriões femininos o clitóris está começando a se formar. O pênis se desenvolverá a partir dos mesmos tecidos, apesar de ainda ser difícil de reconhecer os genitais externos. Os membros superiores e inferiores estão bem desenvolvidos. Os dedos das mãos se tornam mais longos e os dos pés se separam e tornam-se distintos. Uma fina membrana de células achatadas, a precursora da pele, substitui o fino ectoderma do embrião. No final desta semana, o embrião pesa cerca de 2,0 g.

Nesse último estágio de desenvolvimento embrionário, todas as estruturas externas e internas essenciais estão presentes. Os principais sistemas estão integrados e formados. Ao término dessa fase o embrião aumentou o peso cerca de 50 vezes.

11a Semana

A partir de agora o bebê é chamado de feto. A parte mais crítica do desenvolvimento já terminou. Esse é um período de rápido crescimento e desenvolvimento, e o bebe tem cerca de 45 mm de comprimento no início da semana. O bebê pesa em torno de 10 gramas no final dessa semana. A cabeça do bebê representa metade de seu tamanho. As pálpebras se fecham e se fundem e as íris começam a se desenvolver. Em algum momento dessa semana ou da próxima, o sangue começará a circular entre o bebê e o útero. A placenta começa a funcionar como tal.

12a Semana

Nessa fase quase todos os órgãos e estruturas do feto estão formados. Eles continuarão a crescer e desenvolver até o parto. Os dedos das mãos e pés já se separaram e os pelos e unhas iniciam o seu crescimento. Os genitais começam a assumir seu aspecto final feminino ou masculino. O líquido amniótico começa a se acumular à medida que os rins do bebê começam a excretar urina. Os músculos das paredes intestinais começam a se movimentar – é o peristaltismo intestinal – contrações no interior do intestino que ajudam na digestão e movimentação dos alimentos. O bebê mede cerca de 9 a 11 cm (da cabeça aos pés) e pesa em torno de 20 gramas. Essa é a época ideal para realizar o exame de Translucência Nucal.

13a Semana

Enquanto o bebê continua a crescer, começam a se formar as cordas vocais. A face parece cada dia mais e mais humana. Os olhos começam a se mover para ficarem juntos na frente da face assumindo sua posição normal e definitiva.

É possível agora determinar o sexo do bebê, olhando para os genitais externos, se estivermos olhando bem de perto. Os intestinos já estão completamente no interior do corpo do bebê; o fígado começa a secretar a bile e o pâncreas começa a produzir insulina. O bebê mede cerca de 13 a 14 cm (dos pés à cabeça) e pesa cerca de 30 gramas.

Publicado em Espaço Gestante